Domingo, 20 de Novembro de 2005

Argentina Rullez!!!


O FC Porto aliou finalmente as duas imagens de marca que Adriaanse quer imporespectáculo e golos. Foram cinco, numa exibição consistente e pontuada de momentos brilhantes. A Académica quis acompanhar a música, mas não aguentou o ritmo


Baile. Foi mais ou menos isso que o FC Porto deu ontem com o contributo decisivo de dois argentinos. Ao tango de Lisandro e Lucho juntou-se o folclore de Quaresma e, já agora, o samba de Diego na parte final. A Académica também quis dançar, evitando fechar-se numa postura defensiva, mas acabou por trocar o passo. Carlos Xistra e companhia também, sem que tal anule a superioridade portista.

Em equipa que ganha não se mexe. É bem provável que Adriaanse não a saiba dizer em português, mas essa é uma frase feita de tradução universal. E Adriaanse não mexeu. Ou melhor, mexeu só um bocadinho. Manteve a forma do último jogo, mas reconfigurou-a de outra maneira. Aproximou Lisandro de Hugo Almeida, plantou Quaresma na esquerda e, do outro lado, esticou Lucho até linha. A alteração terá apanhado a Académica desprevenida, abrindo caminho a um FC Porto asfixiante. O espírito combativo de Lisandro e os malabarismos de Quaresma foram os ingredientes iniciais de uma combinação explosiva. Sobretudo para a Académica, que, antes mesmo de rebentar aos pés de Lucho, ameaçou ir pelos ares algumas vezes. Só não foi porque começou por faltar alguma coisa à finalização portista. Mas não faltou por muito tempo: duas mãos cheias de minutos bastaram para ultrapassar esse desacerto que comprometia uma entrada fulgurante. A Lisandro e Quaresma, já citados, juntou-se Lucho para dar o melhor seguimento a uma jogada de entendimento dos outros dois. O FC Porto respirava de alívio; a Académica transpirava por tentar acudir aos focos de instabilidade que nasciam em cada canto.


56240661.jpg


Depois desse primeiro golo, Adriaanse pôs as mãos na equipa, moldando-a como se fosse de plasticina. Num movimento trabalhado, os portistas assumiram a disposição que se esperava de início: Lisandro descaiu sobre a esquerda, Quaresma desviou-se para a direita, sem perder a liberdade de movimentos, e Lucho passou a ocupar uma zona mais interior no meio-campo. Mudava o esquema, mantinham-se os adjectivos. O FC Porto continuava asfixiante, avassalador e corrosivo. O segundo golo nasceria também de um entendimento tripartido: começou numa habilidade de Quaresma, ganhou força nos pés de Bosingwa e terminou com a cabeça de Lisandro, num mergulho que deixou o adversário a chapinhar na água. Litros de água, correspondentes a um desacerto comprometedor nas marcações. Nelo Vingada ensaiou, então, o primeiro murro na mesa, trocando Paulo Adriano por Fernando. Começou por parecer mais do mesmo, mas, viu-se depois, não seria bem assim. 
 


Chuva de golos



A segunda parte trouxe do balneário uma Académica mais atrevida. Nelo Vingada juntou Gelson e Ezequias a Fernando, evitando perder tempo a tentar mudar alguma coisa. Somando a tranquilidade do FC Porto a essas alterações, daí resultou um equilíbrio que nunca se notara antes. As aproximações à baliza de Vítor Baía passaram a ser mais frequentes, ainda que inconsequentes. Escaldado por episódios semelhantes, Adriaanse tratou de injectar alguma adrenalina, trocando o esforçado mas trapalhão Hugo Almeida por Jorginho. Os portistas espevitaram novamente e, apesar de num ritmo menos sufocante, controlaram bem o jogo. O golo de César Peixoto - o tal que foi, mas não deveria ter sido - colocou um ponto final em qualquer dúvida que ainda sobrasse na cabeça de um desconfiado. Mesmo muito desconfiado. Era tempo de poupar esforços para a Liga dos Campeões perdendo o mínimo possível na espectacularidade. Adriaanse socorreu-se de Alan e sobretudo do talento de Diego para animar esses minutos finais que se previam arrastados. E foram, com a excepção dos dois fantásticos golos, um para cada lado, que encerraram o assunto definitivamente. 


56240691.jpg
 


Ficha de jogo



Estádio do Dragão | relvado: em bom estado | espectadores: 30.108 | árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco) | assistentes: Carlos Pereira (Coimbra) e Luís Castainça (Viseu)| 4º árbitro: Hugo Rainha


FC Porto 5 - Académica 1
GOLOS [1-0] Lucho 11', [2-0] Lisandro 20', [3-0] César Peixoto 71', [4-0] Lisandro 77', [5-0] Lucho 90+3', [5-1] Marcel 90+4'


FC Porto
99 Vítor Baía GR
12 Bosingwa LD
14 Pepe DC
4 Pedro Emanuel DC
21 César Peixoto LE
18 Paulo Assunção MD
6 Ibson MO 74'
8 Lucho MO
7 Quaresma AD 74'
11 Lisandro AE
39 Hugo Almeida AV 65'
T: Co Adriaanse
1 Helton GR
3 Ricardo Costa DC
35 Cech LE
20 Diego MO 74'
17 Jorginho MO 65'
27 Alan AD 74'
9 McCarthy AV


Amarelos 85' Diego


ESTATÍSTICA DO JOGO


Visitado
13 remates
0 poste
3 defendidos
5 golos
5 fora
3 pequena-área
4 grande-área
6 fora da área
38,4% eficácia remate/golo
11 faltas cometidas
6 cantos
3 foras-de-jogo


56240717.jpg


 Diego 5


Quis, e terá conseguido, reconquistar a confiança de Adriaanse. Jogou de forma inteligente e prática para a equipa.


56240915.jpg

publicado por Diego_Meu_Anjinho às 14:22

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 18 de Novembro de 2005

Convocados para a Academica

fcp_academica.jpg


 Três grandes surpresas na lista de convocados do F.C. Porto, tendo em vista o jogo deste sábado com a Académica. Diego, Hélton e Marek Cech estão de regresso às escolhas de Co Adriaanse, enquanto Raul Meireles, Bruno Alves e Paulo Ribeiro são preteridos.


Hélton regressa às escolhas depois de ter estado lesionado, sendo que o último jogo para o qual foi convocado (tendo-se sentado no banco) foi à terceira jornada, com o Rio Ave, a 10 de Setembro. Já não acompanhou a equipa a Glasgow para defrontar o Rangers.


Diego também está de regresso, depois da má exibição com o Marco, para a Taça, enquanto Cech volta a figurar nos convocados. Recorde-se que o lateral-esquerdo não foi chamado para o embate com o Paços de Ferreira.


Confira a lista de convocados:
Guarda-redes: Vítor Baía e Hélton.
Defesas: Bosingwa, Cech, César Peixoto, Pedro Emanuel, Pepe e Ricardo Costa.
Médios: Diego, Ibson, Jorginho, Lucho Gonzalez, Paulo Assunção e Quaresma.
Avançados: Alan, Hugo Almeida, Lisandro Lopez e McCarthy.


Fonte:MaisFutebol

publicado por Diego_Meu_Anjinho às 21:28

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 10 de Novembro de 2005

Diego não quer tomar decisões precipitadas

dikitu.jpg



Pai e empresário de Diego diz que jogador está tranquilo


O pai e empresário do brasileiro Diego negou hoje que seja intenção do jogador deixar o FC Porto. «Há que deixar passar a turbulência, o Diego está tranquilo e vai manter-se onde está».




</tbody>
O pai e representante do médio do FC Porto, Jair Cunha, considera normal a especulação que gira em redor de Diego que não tem sido opção para Co Adriaanse, e mantém a esperança de que o mau tempo passe e o jogador recupere o lugar de titular na equipa do Dragão.

«O que tem sido publicado sobre o Diego não passa de especulação. É natural o amor do jogador ao Santos, onde entrou com 11 anos de idade, mas não há nada quanto ao seu regresso, pelo menos para já», garante Jair Cunha.

A imprensa brasileira tem vindo a colocar a hipótese de Diego regressar ao Brasi para voltar a representar o Santos.</tr>


Diego descarta tomar qualquer atitude precipitada


O facto de Diego estar a ser preterido das opções de Co Adriaanse está a aguçar o «apetite» de vários clubes brasileiros. Santos e São Paulo estão na linha da frente, mas o jogador vai dizendo que não pretende tomar qualquer atitude precipita


«Não fui procurado por qualquer clube e estou satisfeito aqui no FC Porto», começou por dizer o médio do FC Porto, citado pelo Lancenet. «Não é por estar alguns jogos fora que vou tomar uma atitude precipitada, até porque só muito recentemente tenho ficado de fora», prosseguiu o jogador, que está sob interesse de Santos e São Paulo.


Fonte:ABola

publicado por Diego_Meu_Anjinho às 21:45

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 7 de Novembro de 2005

Porto vence com belo golo do Harry Potter***

   O F.C. Porto foi a Paços de Ferreira vencer de forma consistente e aproximou-se do líder Sp. Braga, para além de ter aproveitado o empate do Benfica para voltar a distanciar-se de um dos mais directos rivais na luta pelo título. César Peixoto, Ibson e Lisandro regressaram à titularidade e Quaresma marcou no seu jogo 100 no campeonato. Mas nem tudo foi um mar de rosas, pois a equipa de arbitragem voltou a ter influência, pela negativa, claro.

Num campo onde recentemente o Sporting foi goleado (3-0), os dragões passaram sem grandes dificuldades, mas também sem deslumbrarem, apostando no seu sentido mais prático para venceram um jogo importante, que surgiu logo após a derrota em Milão, com o Inter. Perante um Paços de Ferreira completamente manietado, que raramente conseguiu incomodar Vítor Baía, a equipa das Antas só teve de gerir uma vantagem alcançada muito cedo.

height=296 alt=56105170.jpg src="http://diegomeuanjinho.blogs.sapo.pt/arquivo/56105170.jpg" width=448 border=0>

Foram precisos apenas 11 minutos para construir um resultado magro, consequência lógica de entrada em campo decidida, perigosa e surpreendente, nomeadamente para os defensores pacenses, que sentiram grande dificuldade em acertar nas marcações, devido às trocas constantes de posição entre Ibson, Quaresma e Lisando.

Assente num sistema táctico de 4x1x3x2 (desdobrável em 4x3x3), com Paulo Assunção à frente da defesa, Lucho à direita, Ibson a número dez, Quaresma à esquerda e Lisandro vagabundo ao lado de Hugo Almeida, o Porto entrou muito forte no jogo, com Lisandro quase a marcar logo aos dois minutos, Peixoto a criar perigo aos quatro, Licha outra vez com perigo aos cinco e o golo aos 11. Paulo Assunção desmarca Ibson na esquerda, o médio vai à linha, cruza para a entrada da área, onde surge Quaresma a rematar para o fundo da baliza. O resultado estava feito.

Gerir, apenas

Com muita cautela, e sabendo que muitas vezes as vantagens fogem em poucos minutos (vide os dois golos do Inter em apenas oito), Co Adriaanse manteve-se frio como a noite. Levantou-se do banco, encostou-se à parede e mandou trocar a bola. O Paços continuou a sentir enormes dificuldades para ultrapassar o meio-campo e os dragões limitaram-se a gerir, não se esquecendo de procurar o ataque sempre que puderam.

Depois do golo e até ao fim do jogo, nada de muito assinalável em termos de oportunidades ou posturas tácticas marcantes que suscitem menção, excluindo um bom remate de Alan que obrigou Peçanha a defender para canto, já nos descontos. Mas, para além disso, surgiram dois lances de grande influência da equipa de arbitragem, que mancharam o jogo pela negativa. E, pelo menos desta vez, há motivos de queixa dos dois lados.

Minuto 25. Pedro Emanuel passa mal a bola a Pepe, que escorrega e perde terreno para Didi. O avançado foge para a área, enquanto os defesas tentam recolocar-se, procurando evitar o golo do empate. Concentrado, o pacense avança e vê a bola ser interceptada pela mão de César Peixoto em plena área. Pedro Proença não viu, nem o seu auxiliar, e mandou seguir. Como explicou a José Mota ao intervalo, a equipa de arbitragem «não pode ver tudo».

height=274 alt=56105072.jpg src="http://diegomeuanjinho.blogs.sapo.pt/arquivo/56105072.jpg" width=448 border=0>

Minuto 56. Ibson escapa-se muito bem pela esquerda, entra na área e opta por assistir Hugo Almeida, que surge pela direita. Sem oposição, o avançado desvia para o fundo da baliza. Enquanto se preparava para festejar, percebe que o auxiliar anulou o lance por um fora-de-jogo que não existiu. Seria o 0-2, ou o 1-2. Ou seja, ficou-se mesmo pelo 0-1.

Fonte:MaisFutebol

Imagens:Gettyimage

publicado por Diego_Meu_Anjinho às 22:01

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 4 de Novembro de 2005

Convocados para o Paços

height=336 alt=pferreira_fcp.jpg src="http://diegomeuanjinho.blogs.sapo.pt/arquivo/pferreira_fcp.jpg" width=448 border=0>

 Volta a ser uma lista com surpresas aquela que foi elaborada por Co Adriaanse para o jogo com o P. Ferreira. O treinador promoveu o regresso de Ibson, dois jogos depois de ter entrado pela última vez nas contas do holandês, tendo em contrapartida deixado de fora o também brasileiro Diego e o eslovaco Marek Cech. César Peixoto deve por isso voltar a ser o lateral-esquerdo titular, até porque é o único jogador com rotina de posição no lote.

De resto também o jovem Ivanildo voltou a ser retirado da convocatória, numa lista que aparece reduzida a dezoito depois de vinte eleitos para a deslocação a Milão a meio da semana. Refira-se por fim que o brasileiro Hélton, que já recuperou da lesão ao ombro e treinou esta sexta-feira pela primeira vez sem limitações, também ainda não foi incluído na convocatória, provavelmente por não ter ainda ritmo competitivo.

O F.C. Porto treina ainda amanhã, às 16 horas, no estádio do Dragão e à porta fechada. Apenas no final da sessão os dezoito convocados hoje divulgados entram em estágio.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Vítor Baía e Paulo Ribeiro.
Defesas: Bosingwa, Pepe, Pedro Emanuel, Bruno Alves, Ricardo Costa e César Peixoto.
Médios: Paulo Assunção, Raul Meireles, Ibson, Lucho González e Jorginho.
Avançados: Alan, Hugo Almeida, Lisandro Lopez, McCarthy e Quaresma.

Fonte:MaisFutebol

PS: A partir de hoje declaro guerra aberta ao Sr. Adriaanse! Anseio pelo dia em que regresse ao seu país! Ainda se vai arrepender amargamente da sua atitude!***



publicado por Diego_Meu_Anjinho às 19:05

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

♥Deixa a tua mensagem ao Diego

clubediego@hotmail.com

♥Links

Site Oficial do FCPorto
Site Oficial do Diego
Flog do Diego na Copa América
Postiga The Best
Moon Girl
Nação Portista
Maniche O Motor
Diego da Vila
Diego Ribas 10
Diego Da Vila Forever
Grupo Hélder Barbosa
Grupo Ricardo5, Ibson31 e Lucho8
Grupo Lucho González
Grupo Amo-te Porto
Flog Amo-te Porto
Flog Amo-te Porto da Daniela
Diego Ribas FC
Blog Tripeiras
Blog FCP Mirandela
Flogão Diego Ribas
Fotolog Diego O Ribas

♥Posts recentes

Actualização

Diego confiante

Depois da recuperação, Di...

A dar uma actualizadela :...

Finalmente consegui actua...

Bremen empata na Liga dos...

Diego ajuda na vitória do...

Diego brilha na Selecção

O bronze olimpico e a der...

Brasil a caminho do ouro!

♥Arquivos

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005