Terça-feira, 29 de Novembro de 2005

Gil Vicente-0 FCPorto-1

Se a finalidade de qualquer jogo é o golo, não há dúvidas de que o FC Porto começou mesmo por aí, pelo fim. Marcou à primeira tentativa, escalando a classificação do campeonato até ao topo em semana de clássico.


Depressa e bem não há quem. Diz o povo, numa sabedoria sujeita a equívocos. Quaresma e Lucho, rápidos no primeiro golpe do jogo, sublinharam-no a traço grosso, deixando ao Gil Vicente a tentação de varrer da memória todo e qualquer ditado popular. Depressa e bem o FC Porto chegou ao golo; depressa e não tão bem os portistas escalaram em Barcelos a tabela classificativa até ao topo, arranjando fôlego para preparar o clássico com o Sporting sem dores de pescoço. Afinal, não estão obrigados a olhar para cima. No meio de tantas vitórias paralelas, houve ainda espaço para uma vingançazinha de Adriaanse: não foi preciso dar o braço a torcer, recuperando a fórmula com Ibson e Hugo Almeida, para ganhar.

Começa-se precisamente por aí. É verdade que Ibson voltou à equipa, substituindo Diego, mas sem alterar muito a filosofia que Adriaanse planeara para o último jogo. O golo deu-lhe razão. Ou, melhor ainda, deu-lhe essa ilusão. Foi mais ou menos isso que resultou da vantagem do FC Porto logo ao primeiro pontapé no jogo: a ilusão de uma equipa capaz de enfrentar o senso comum, que aconselhava músculo num relvado pesado, e pronta a dar cobertura a mais uma teimosia do treinador. Ou meia. Jorginho sobreviveu à tal operação de cosmética e até esteve no lance que abriu tudo: o jogo, a defesa do Gil Vicente e o marcador. Uma machadada letal, que apanhou o adversário desprevenido nas malhas de um movimento repentino, arquitectado por Quaresma e concluído por Lucho. Tudo muito bem para começo de conversa. Mas uma conversa não se faz só de começos, é conveniente que tenha mais qualquer coisa. E faltou qualquer coisa, de um e de outro lado. Seria ridículo não encontrar atenuantes nas dificuldades do relvado, onde se enterravam as chuteiras e qualquer pretensão de arte. O Gil Vicente percebeu isso cedo, abdicando de grandes floreados, mas é precisamente daí que resulta uma interrogação: não estaria o onze de Adriaanse talhado para a circulação de bola que o relvado nunca permitiria?


Interrogações que o resultado faz o favor de desvalorizar. Agora, isso pouco importa. Ulisses Morais foi mais prático: plantou uma floresta de pernas no meio-campo, incluindo Carlos Carneiro, que tentava atrapalhar Paulo Assunção e ganhar com isso espaços vitais. Sobrava Ibson que, apesar dos esforços, não conseguia ser um lenhador prático a desbastar o caminho. Lucho, esse, já tinha feito muito. 


56286791.jpg


Entra Diego



Adriaanse mudou logo a abrir a segunda parte. Trocou Ibson por Diego, acentuando a ironia: voltava do balneário a equipa que tinha sido tão criticada com o Rangers. Diego não entrou mal, procurando alimentar o ataque com passes cirúrgicos e acrescentando, até, alguma combatividade que não se notara em Ibson. Ulisses Morais preferiu esperar. Confiava ainda no peso dos músculos que tinha no meio e achava que as correrias de Nandinho e Carlitos - que tanto trabalho deram a César Peixoto na primeira parte - podiam surpreender o FC Porto. Não surpreenderam e o treinador gilista apostou então no arremesso de Robélio e Leandro Netto, numa tentativa de aproximação à área de Baía. Pontualmente conseguiu. Leandro Netto chegou mesmo a deixar os portistas em suores frios, excepto Lisandro, que manteve a cabeça na linha e tirou de lá um remate venenoso. Depois foi Gregory a falhar, mas, muito antes disso, o jogo esteve prestes a ser uma questão definitivamente encerrada. Quaresma falhou esse ponto final, mas o desfecho da história manteve-se. Desde a primeira linha. 
 


Ficha de jogo


Estádio Cidade de Barcelos | relvado: encharcado | espectadores: 4112 | árbitro: António Costa, da AF Setúbal| assistentes: Venâncio Tomé, Hernâni Fernandes | 4º árbitro: Sérgio Cruz


Gil Vicente 0 - FC Porto 1
GOLOS [0-1] Lucho González 1'


FC Porto
99 Vítor Baía GR
12 Bosingwa LD
14 Pepe DC
4 Pedro Emanuel DC
21 César Peixoto LE
18 Paulo Assunção MD
8 Lucho Gonzalez MO
6 Ibson MO 45'
17 Jorginho AD 84'
11 Lisandro AV 87'
7 Quaresma AE
T: Co Adriaanse
1 Helton GR
3 Ricardo Costa DC
35 Marek Cech LE
20 Diego MO 45'
27 Alan AD 84'
9 McCarthy AV
39 Hugo Almeida AV 87'


Amarelos 67' Paulo Assunção, 88' César Peixoto. 
 


ESTATÍSTICA DO JOGO


FC Porto
7 remates
0 poste
5 à baliza
1 golos
1 fora
1 pequena-área
3 grande-área
3 fora da área
14,2 eficácia remate/golo
17 faltas cometidas
2 cantos
2 foras-de-jogo


 Diego: "Grande vitória"


Telegráfico nas declarações à saída para o balneário, Diego destacou apenas as dificuldades sentidas pelo FC Porto, sobretudo as causadas pelas condições climatéricas e do relvado do Municipal de Barcelos. "Foi uma grande vitória. Quem quer ser campeão tem de saber superar este tipo de dificuldades", referiu aos microfones das rádios segundos depois do apito final.


56286942.jpg


Diego 4


Entrou cheio de vontade, combinando duas vezes com Quaresma. Mais tarde, foi egoísta num lance em que devia ter soltado a bola. A partir daí, nunca mais desequilibrou.


56285527.jpg
 


Fonte:OJogo


Imagens:Gettyimage

publicado por Diego_Meu_Anjinho às 10:38

link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 30 de Novembro de 2005 às 22:24
Olá! Grande vitória esta do nosso FCP. Já estamos em 1º lugar do campeonato. Somos os maiores! Acho que tiveste uma excelente ideia em escreveres sobre o jogo, a ficha completa de quem jogou, os golos, comentários dos jogadores, tudo. Gosto muito do teu blog. Um grande beijinho para ti.Moon Girl
(http://moongirl.blogs.sapo.pt)
(mailto:as1358989@sapo.pt)

Comentar post

♥Deixa a tua mensagem ao Diego

clubediego@hotmail.com

♥Links

Site Oficial do FCPorto
Site Oficial do Diego
Flog do Diego na Copa América
Postiga The Best
Moon Girl
Nação Portista
Maniche O Motor
Diego da Vila
Diego Ribas 10
Diego Da Vila Forever
Grupo Hélder Barbosa
Grupo Ricardo5, Ibson31 e Lucho8
Grupo Lucho González
Grupo Amo-te Porto
Flog Amo-te Porto
Flog Amo-te Porto da Daniela
Diego Ribas FC
Blog Tripeiras
Blog FCP Mirandela
Flogão Diego Ribas
Fotolog Diego O Ribas

♥Posts recentes

Actualização

Diego confiante

Depois da recuperação, Di...

A dar uma actualizadela :...

Finalmente consegui actua...

Bremen empata na Liga dos...

Diego ajuda na vitória do...

Diego brilha na Selecção

O bronze olimpico e a der...

Brasil a caminho do ouro!

♥Arquivos

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005